NUNCA É TARDE PARA RECOMEÇAR

Cassiano Filho
                                
Me envolvi com muitas drogas, fiquei desnorteado e perdido...Como eu poderia encontrar o caminho?

 
   

Venho de uma família tradicional de músicos na cidade de São José dos Campos. Sempre estive presente no meio artístico, pois desde muito cedo participei de apresentações musicais, uma vez que meus pais eram proprietários de um estabelecimento comercial denominado “ Bar dos Artistas”.
Meus pais foram presentes durante toda minha infância e adolescência, não me dando motivo algum para me envolver com drogas. Mas mesmo assim, aos 16 anos entrei em contato com bebidas alcoólicas, Ecstasy e LSD...logo após vieram drogas injetáveis como Glucoenergan ( glicose injetável ) e cocaína.
Cheguei realmente no fundo do poço, dei vexame pelas vezes que “apaguei” pelo consumo exagerado das drogas.

 

Tinha sempre desejo de encontrar algo a mais”

Minha vida profissional foi marcada por muito trabalho ( desde os 12 anos de idade). Aos 20 anos entrei em uma empresa multinacional ( a qual permaneci por 10 anos ). Após minha saída desta empresa, decidi viver “da música” ( plano este que não deu certo) e ainda trabalhei em uma empresa ligada à aviação por um curto período.
Após tantos tropeços no meio profissional e pessoal, acabei por me envolver em um casamento de 2 anos que fora totalmente destruído por muitos motivos ( entre eles a cocaína ).
Como se não bastasse tantos problemas, no ano de 1990 sofri uma overdose pelo uso constante e exagerado de drogas.

 
   

No ano de 1991, me envolvi em um relacionamento extraconjugal em uma feira agropecuária da região. Recordo-me que fora a última vez que usara cocaína.

Comecei a trabalhar como corretor de imóveis ( por indicação de minha irmã Marli ) e quando cheguei aos 34 anos de idade conheci uma jovem moça na cidade de São José dos Campos, a Valquiria, na época com 17 anos e eu com 34 ( um relacionamento que nem eu confiava que ia dar certo).

“Deus já se fazia presente em nossas vidas começando ali uma transformação total em minha vida”

No dia 09/02/1992 fui assaltado juntamente com a Valquiria e fomos literalmente  livrados da morte. No dia 13/02/1992 sofri um grave acidente  na  Dutra no qual um caminhão Scania com 26000 kilos bateu na traseira de meu carro e não sofri um arranhão. Fui livrado da morte e uma pessoa me falou que eu tinha nascido de novo.

 

“Creio que Deus tinha uma obra em minha vida”

 Após ouvir falar de Jesus Cristo desde minha infância , no dia 19/02/1992 uma amiga falou de Jesus dentro de sua casa  e eu o aceitei, pois estava precisando muito. Aceitei-o  pela dor.
Logo após conhecer a Cristo em 92, comecei a mudar minha vida, mudei minhas amizades e a deixar de praticar as orgias. Nesta época abandonei por completo todas as demais drogas que ainda consumia.
Deus começou a fazer uma limpeza em minha vida e a tirar do meu caminho as coisas erradas que eu fazia.
Em 1993 comecei a praticar esportes         ( não tinha nenhuma pretensão de ser campeão....queria apenas perder peso e ter um momento de descontração e prazer).
Iniciei no esporte competitivo, o duathlon (corrida, bike e corrida) com quase 35 anos.
No ano de 94 me casei com a Valquiria  e fomos morar numa casa  que construimos em um condomínio fechado na Urbanova no município de São José dos Campos. Naquele período de minha vida me tornei um empresário do Ramo Imobiliário.
Meus técnicos percebiam minha disciplina e que eu corria atrás dos meus sonhos. Certa vez recordo-me de ter  colocado na geladeira a foto dos 05 primeiros colocados da minha categoria  e coloquei minha foto em 1° lugar e disse e acreditava que eu chegaria lá um dia. Batalhei muito, foram muitos treinos, muitas competições e  demorou quase quatro anos ( depois de uma seletiva no autódromo de Interlagos , no qual fiquei em 8° lugar no Brasil ) para a minha primeira  convocação para o meu 1° campeonato mundial  na Itália em 1996. Fiz jus a minha primeira convocação.

 
   

 

Deus está no comando, mas devemos fazer nossa parte...

Depois vieram mais 05 mundiais:
-Espanha – 1997;
-Alemanha – 1998;
-Estados Unidos- 1999;
-Suíça ( Power Man – 2000);
-Estados Unidos- 2002;
Sem contar mais o título de tri-campeão Brasileiro 99/00/01, dois títulos cariocas 98/99 e o 4° colocação no sulamericano em 98 na cidade de Porto Alegre.
Encerrei minha carreira como atleta em 2006, mas mantenho atividade física diária para manter a forma e ainda participo de provas de corrida de 5km , onde estou conseguindo bons resultados

Decidimos após 13 anos casados tentar engravidar ( janeiro de 2007 )  e em abril do mesmo ano, a Valquiria ficou grávida. Neste período de alegria em que estávamos curtindo a “nossa” gestação, mais precisamente 3 meses antes do nascimento de nossa filha, uma médica me pediu para fazer alguns exames, entre eles o HCV (Hepatite C) e para minha surpresa, deu positivo.


“ De imediato questionei como um esportista com hábitos saudáveis pudesse ter adquirido tal doença...foi muito  difícil  aceitar”.

 

Com 50 anos fui pai. E após o nascimento da Valentina (que nasceu com muita saúde) dei continuidade aos diversos exames e à biópsia. Iniciei em 2009 um tratamento doloroso de 6 meses com aplicações de injeções de Interferon (3 vezes por semana ) e  2 comprimidos de Ribavirina  diários. Tive muitos efeitos colaterais, mas Deus me deu confiança e a certeza de que seria curado.
No final de 2009, recebi a notícia através de um exame que o HCV deu negativo (3 meses depois que encerrei o tratamento). Mais uma vez Deus agiu em meu favor.

Eu tinha um sonho de ser atleta quando jovem e Deus me deu aos 35 anos, um esporte difícil e sem apoio, mas consegui fazer uma história de sucesso e ser respeitado no meio esportivo.

Minha esposa tinha vários sonhos, dentre eles conhecer Veneza na Itália. E adivinhe só, o 1° mundial foi em Ferrara (ao lado de Veneza) e ela teve a oportunidade de ir comigo.
Também ela desejava conhecer os Estados Unidos  e em  99 disputamos um mundial em Huntersville na Carolina do Norte.
Ainda tivemos a oportunidade de conhecer a Suíça ( Power Man que disputei em 2000 em Zofingem).

 

O que posso dizer é que NUNCA É TARDE PARA RECOMEÇAR.

Não importa como você está, Deus pode mudar a sua história como mudou a minha. Desde que eu aceitei a Jesus como Senhor e Salvador da minha vida encontrei paz e alegria. 
Não perca tempo, aceite hoje mesmo a Jesus como seu Senhor e Salvador.

 

Deus primeiro nos prova e depois nos aprova. Tenha a certeza que Ele tem muito mais para nos dar nesta terra e o melhor está por vir com Cristo na eternidade para aqueles que o aceitarem como único e suficiente Salvador.

Um grande abraço

Sebastião Cassiano Pinto filho é Consultor Imobiliário, preletor e Diretor Regional da Adhonep.